Ovo escalfado e tomatada: petiscos portugueses com alma

Ovo escalfado e tomatada: petiscos portugueses com alma

Nós somos ribatejanos, amantes do centro de Portugal e, como tal, apaixonados por petiscos.

Hoje, vamos partilhar algumas curiosidades sobre o ovo, o ovo escalfado, o tomate, a tomatada.

E vamos também partilhar a receita da tomatada com ovo escalfado!

Mas afinal, qual será a magia que existe em petiscar?

Porque é que quando ouvimos esta palavra ficamos de sorriso no rosto, sentimos aromas e paladares e nos recordamos de alguns dos momentos mais felizes que já tivemos?

Petiscar é a arte de comer um pouco de (qualquer coisa que adoramos), saborear, provar, beliscar, debicar, petiscar, lambiscar, paparicar, degustar, experimentar ou depenicar.

Como bons ribatejanos que somos, temos memórias de petiscadas em família e com amigos desde sempre.

No inverno, nunca resistimos a sabores quentes junto a uma boa lareira.

No verão, os caracóis chamam por nós.

Fosse nos intervalos do almoço ou do jantar (e confessamos que em alguns casos os petiscos até substituíram as refeições principais), fomos sempre fazendo autênticos repastos em doses mais pequenas com irresistíveis iguarias.

Hoje, mais crescidos (sim, porque preferimos dizer que estamos mais crescidos do que mais velhos), no Almourol Restaurante, podemos dar largas à imaginação e servir aos outros aquilo que mais apreciamos, como por exemplo o petisquinho de farinheira, peixinhos da horta, o peixinho frito, os caracóis, as moelas estufadas, as febrinhas trinchadas e a tomatada com ovo escalfado.

 

Mas os ovos são mesmo importantes?
Repitam connosco: Siiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiimmmmmmm!

O ovo é um alimento nutricionalmente rico, com inúmeros benefícios para a saúde. Só a gema (30,9%) tem maior valor calórico, contém proteína e gordura. Contém praticamente todas as vitaminas que existem à face da terra e arredores, exceto a vitamina C. A clara ou albúmen (57,3%) é principalmente constituída por água e proteína, principalmente ovoalbumina.*
Num ovo de 53 g, encontramos:
Gema: kcal 57,5 kcal, proteína 2,7 g, gordura total 5,2, colesterol 215, vitamina A 84, fósforo 80,6 mg
Clara: kcal 14,3, proteína 3,3 g, gordura total 0,1g, colesterol 0 mg, vitamina 0 µg, fósforo 4,0 mg

 

O que fazemos com tudo isto? Simples…
A vitamina A interfere beneficamente na visão, na diferenciação celular e na regulação genética, reduzindo o risco de doenças oculares como a catarata.
A proteína tem funções estruturais, enzimáticas, hormonais de transporte e por vezes de defesa pelas imunoproteínas.
Por sua vez, o fósforo é um dos melhores amigos na formação dos ossos e dos dentes, intervindo também nas reações químicas em que se liberta energia.

Ovo escalfado?
Escalfar ou escalfamento é uma técnica de cozedura que envolve cozinhar submergindo a comida num líquido, como água, leite, caldo, vinho ou manteiga, sem que este líquido ferva.
O escalfamento é diferenciado dos outros métodos de cozimento “a calor húmido”, pois aqui utilizamos uma temperatura relativamente baixa.
A técnica de escalfar nada mais é do que cozinhar os alimentos lentamente em líquido, com algum ingrediente ácido e em baixa temperatura. O ingrediente ácido acelera a cozedura das proteínas e deixa o sabor do alimento mais intenso. Os alimentos podem ser escalfados em muito ou pouco líquido.
Por outras palavras e trocando por miúdos: o ovo escalfado é um ovo que foi cozido fora da casca, em água quente. A água quente, mas não fervente, produz um ovo de textura delicada e gema mole. O ovo é adicionado à água quente por cerca de 3 minutos e depois o processo de cozedura é interrompido com água fria
Os ovos são colocados inteiros, sem casca, numa panela de água quente, até cozerem por fora, deixando a gema líquida.

A Tragédia nos ovos escalfados?
Às vezes acontece: é imprescindível prestar atenção ao tempo de cozedura, pois se passar do ponto poderá facilmente obter ovos cozidos em vez de escalfados!

Tomatada com ovo escalfado?
Sim, isso mesmo, tomatada com ovo escalfado!
Um dos nossos pitéus favoritos!
Voltando à vantagem de hoje sermos mais crescidos, podemos reinventar as nossas petiscadas no nosso Almourol Restaurante.
E decidimos então juntar o melhor de dois mundos (do nosso mundo): o ovo escalfado e a tomatada.

O tomate
Apesar de ser considerado por muitos um legume, o tomate é uma fruta. Originário das Américas Central e do Sul, hoje o tomate é cultivado e consumido em todos os continentes.
É rico em licopeno, substância antioxidante que combate os radicais livres, retarda o envelhecimento e protege contra alguns tipos de cancro. Segundo pesquisadores da Universidade de Harvard, o seu consumo regular diminui o risco de cancro da próstata.
Além do licopeno, o tomate contém vitaminas A, B e C, e sais minerais como fósforo, ferro e potássio. Por possuir baixo valor calórico, o tomate é indicado em dietas nutricionais. No mercado, há vários tipos de tomate: Santa Cruz, Caqui, Cereja, Italiano, Saladete, Débora, etc.

Vamos à receita?

Tomatada
Ingredientes : tomates maduros, cebola, alho, pimento, sal e azeite

Preparação
• Pele os tomates, retire as sementes e corte em cubos. Corte o pimento em pedaços pequenos.
• Pique a cebola, o alho, junte o pimento e refogue tudo em azeite.
• Quando a cebola estiver transparente, junte o tomate. Tempere de sal.
• Deixe estufar em lume brando com o tacho tapado. Se precisar, acrescente água.

Aqui, no Almourol Restaurante, juntamos o ovo escalfado à tomatada e adicionamos ervas aromáticas.

Bom apetite!
Convidamo-lo a vir degustar num petisco à beira-rio!

Confira a nossa ementa! www.almourol.pt/ementa/

*Fonte: (https://www.apn.org.pt/documentos/ebooks/Oovo.pdf)

Leave Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.